quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Segurança X Liberdade

(Globo, Fantástico, Edward Snowden, Glenn Greenwald)

Todos queremos ter segurança e liberdade. Enquanto as câmeras de um elevador garantem nossa segurança cerceiam nossa liberdade. Você se sente seguro ou não, por quê?
Poste sua resposta, seu comentário aqui.

Espionagem industrial é treinar gente para buscar, mundo a fora, informações comerciais que beneficiam empresas americanas (nacionalidade do espião em questão) que participam de concorrências internacionais? Por exemplo, o detentor da informação liga para o dono da ExxonMobil e diz, “o campo X de exploração do pré-sal, que a Petrobras está leiloando vale a pena, os outros não”.

Quais são as provas de que os Americanos estão fazendo espionagem industrial? As acusações são baseadas nos documentos vazados por Edward Snowden. Aqueles que foram espionados, a Petrobras e o Swift (responsável por intercâmbios bancários entre países) dentre outros, afirmam não ter encontrado provas de invasão em seus sistemas. No entanto nenhum dos espionados incluindo nossa Presidente Dilma Rousseff, se diz contente com as respostas dadas pelos americanos.

Uma das maneiras de provar este tipo de espionagem é encontrando as provas na cena do crime, no mundo digital isto é tão vasto quanto no mundo real. Alguma linha de “log” (registro de utilização) inexplicável em qualquer encruzilhada digital (roteador, gateway, hub que seja) utilizada pelo espião, pode ser um bom indício da invasão. Para identificar os documentos que foram roubados achar-se-ia uma linha a mais ou a menos em um banco de dados, no log de um sistema, ou uma data de visitação fora de padrão, incoerente. Infelizmente, nem sempre estes registro encontrados são mencionados.

Procurei ver se a Petrobras tem qualquer indício deste tipo de invasão e achei que Graças Foster foi muito ampla ao comentar o assunto no senado federal, ao que me pareceu ela não acredita que tenha havido a invasão mas se compromete, a investir mais dinheiro na área, nos próximos anos.

Quase toda a informação que circula na internet passa pelos EUA, porque está no Facebook, no Gmail, no Hotmail, ou porque está indexada pelo Google. É uma questão física. Por exemplo, aquele texto que você escreveu no Facebook e que só sua mãe leu, está armazenado lá nos Estados Unidos, por que os servidores do Facebook estão nos Estados Unidos. Outro exemplo, no WhatsApp, você posta o texto e o software fala que ele foi enviado para a “nuvem”, significa que ele foi para o servidor da empresa nos EUA, e quando o seu amigo recebe a mensagem, ela então voltou de lá pra cá, ou seguiu para a Europa, que seja, onde está seu destinatário. Isto torna a espionagem, de um cidadão comum, quase ridícula do ponto de vista técnico, sem falar em uma legislação que poderia obrigar estas empresas a repassar a informação.

Eu me sinto seguro.

Obrigado pela leitura!

Obrigado pela imagem: 

Alguns links que me ajudaram a formular o texto:


Quem sou eu

Minha foto

Sinceridade ou talvez o silêncio em vez do vão mas não ao redor ou a falsidade. 
Perder é uma arte, não perder é impossível.

Google+ Badge